16 de setembro, 2022 ines.gaiola@c21tipyfamily.com

Casas em condomínios: viver com segurança partir de 70 mil euros

Procuras o imóvel voltado para a segurança? Estas são as casas em condomínios para viver de maneira despreocupada.

Para além do sentido de comunidade, da partilha constante com os vizinhos, morar em casas em condomínios também permite-te beneficiar da segurança e essa é talvez a principal pergunta a fazer.

Ao longo deste artigo vamos ajudar-te a saber tudo sobre a segurança que se sente em condomínios e porque comprar uma casa nestes recintos pode ser uma excelente ideia para qualquer pessoa à procura de um novo imóvel.

Porque razão é mais seguro viver em condomínios?

Viver em casas em condomínios é vantajoso essencialmente pela segurança. Para manter a segurança em condomínios é necessário que exista, em primeiro lugar, comunicação permanente entre todos os seus habitantes e, depois, devem vir respeitadas algumas leis, sobre as quais discutimos mais à frente.

Além disso, a segurança aumenta quando:

  • As casas em condomínios contam com seguranças ou porteiros bem treinados, que ajudam todos os residentes e muitas vezes permanecem 24 horas por dia, todos os dias da semana no condomínio;
  • Existe apoio e confiança entre todos os residentes do condomínio;
  • São respeitadas as regras do condomínio, no que diz respeito à realização de festas, por exemplo;
  • gestão do condomínio é feita com empresas que procuram consciencializar os habitantes para a forma como a tecnologia ajuda a proteger as habitações.

Tipos de segurança em condomínios a conhecer

casas em condomínios Quando falamos da segurança em condomínios deveremos pensar na segurança  em dois níveis: “safety” e “security”. Vejamos o que cada um destes termos significa:

  • Safety (Segurança contra Incêndio): todos os edifícios, independentemente da data de construção ou licenciamento, devem respeitar um conjunto de medidas de autoproteção. As mesmas devem ser capazes de fazer frente às situações de incêndio que possam ocorrer. A manutenção de sistemas de segurança deve ser tratada por entidades registadas na Autoridade Nacional da Proteção Civil (ANPC) pelo menos 1 vez por ano.
  • Security (Segurança Eletrónica): a segurança eletrónica é um dos tipos de segurança em casas e condomínios, importante para garantir qualidade e conforto no seu interior. Pode ser implementada, como o próprio nome indica, através da instalação de sistemas de deteção, de intrusão, de controlo de acessos e de videovigilância.

A seguir poderás conhecer as diferentes ferramentas para garantir que um condomínio é seguro, que também estão presentes no Guia Prático de Segurança para Condomínios da APSEI.

Como saber se um condomínio é seguro?

Em termos práticos, para saber se o condomínio é seguro deve respeitar os pontos anteriormente elevados pela APSEI. Vejamos o que isto significa na prática.

  • Segurança contra incêndios: os condomínio estão obrigados a dispor de extintores ou bocas de incêndio do tipo carratel. Por sua vez, é também obrigatória a manutenção dos sistemas de segurança contra incêndios em condomínios, o que leva muitas pessoas a escolher este tipo de imóveis.
  • Alarmes: os sistemas de deteção, alarme e alertas são obrigatórias em casas em condomínios, à excepção dos edifícios da 1.ª e 2.ª categorias de risco que se encontram isentos. Desta forma, viver em condomínios torna-se mais seguro e permite proteger-te de possíveis situações roubo ou furtos.
  • Videovigilância: desde que todos os residentes estejam de acordo é permitida a instalação destes sistemas. No entanto, deve ser respeitada a confidencialidade das imagens e vídeos captados, que também não podem ser exibidas para o exterior.

Convém ter em atenção que os sistemas de segurança eletrónica não podem ser instalados por qualquer pessoa ou por qualquer empresa. Com base na Lei n.º 34/2013, só poderão fazê-lo as entidades registadas na Direção Nacional da Polícia de Segurança Pública (DNPSP). Isto abrange quer os sistemas de videovigilância, como sistemas de controlo de acessos, sistemas de deteção de intrusão ou roubo em condomínios.

Agora que já estás informado sobre o que precisas para fazer uma escolha acertada, espreita os vários imóveis à venda em condomínios à venda, com preços que começam nos 70 mil euros, por exemplo para um t3 com 125 m2 em Fronteira.

Encontra as melhores casas em condomínios fechados

Fonte: Idealista