7 de setembro, 2022 ines.gaiola@c21tipyfamily.com

Subida dos juros: Governo preparado para estudar medidas na habitação

Executivo diz estar a acompanhar a pressão que o aumento das taxas de juro possa ter no rendimento das famílias.

O ministro das Infraestruturas, Pedro Nuno Santos, afirmou esta terça-feira, 6 de setembro de 2022, que o Governo está a acompanhar a pressão da subida dos juros no rendimento das famílias e “preparado para estudar medidas”, além do limite de 2% introduzido no na atualização das rendas.

Pedro Nuno Santos falava numa conferência de imprensa com os ministros das Finanças, Trabalho e Ambiente para detalhar o pacote de medidas para apoio aos rendimentos das famílias para atenuar os efeitos da inflação, estimado em 2.400 milhões de euros em termos de impacto na despesa, aprovado esta segunda-feira, dia 5 de setembro de 2022, em Conselho de Ministros.

Sublinhando o elevado número de pessoas que em Portugal contraiu crédito para comprar uma casa, o ministro das Infraestruturas e da Habitação afirmou que o Governo está “atento” à pressão que a subida dos juros está a ter no rendimento das famílias e a estudar medidas.

Executivo atento à pressão da subida dos juros

“Estamos a acompanhar, estamos a estudar medidas dentro do que são as possibilidades do país e quando se justificar diremos alguma coisa em concreto sobre esta matéria”, disse o ministro, acrescentando que o facto de neste pacote de medidas agora conhecido não haver apoios dirigidos aos proprietários, isso “não quer dizer que não estejam “atentos a mais esta pressão muito significativa sobre o orçamento da maioria das famílias que em Portugal são proprietárias [de casa] com dívida à banca”.

“Não ignoramos esse problema, estamos a acompanhar a pressão que o aumento das taxas de juro possa ter no rendimento das famílias, não só a acompanhar como preparados para estudar medidas”, referiu acentuando que medidas como a moratória que esteve em vigor durante a pandemia dificilmente poderão ser recuperadas já que foram desenhadas num contexto europeu.

Fonte: Idealista