26 de agosto, 2022 ines.gaiola@c21tipyfamily.com

Como proteger o seu imóvel em caso de incêndio

Mesmo com o (suposto) final do verão a aproximar-se, os incêndios em Portugal continuam a não dar tréguas. Quer aos bombeiros, que lutam dia e noite para combater este terrível inimigo, quer à população local, que vê os seus bens e propriedades ameaçadas, dia após dia. Contactar de imediato o 112 e manter a calma são alguns dos melhores conselhos. Descubra tudo já de seguida.

Sabia que, e segundo a informação adiantada pelo Público, foram mais de 24 mil os hectares de floresta, consumidos pelo incêndio no Parque Natural da Serra da Estrela? Bem, e já para não falar nas ondas de calor, pelas quais o país e o mundo atravessam e claro: a seca. Como prevenção e conhecimento nunca são de mais, fique atento às próximas dicas, para que saiba, exatamente, como agir em caso de incêndio e ainda o que fazer para prevenir que este chegue perto da sua casa. Tome nota!

Quando o incêndio estiver próximo da sua zona de residência tenha em atenção o seguinte:

  1. Como salvaguarda feche portas e janelas, mas assegure-se de que existem saídas livres e fáceis, em caso de necessidade de abandono do imóvel;
  2. Faça uma seleção das saídas mais fáceis e seguras de cada divisão da casa;
  3. Retire a sua viatura dos acessos ao incêndio;
  4. Se der pela presença de pessoas com comportamentos inapropriados e perigosos, contacte as autoridades;

Se reside numa zona onde existem fogos ativos e tiver possibilidade, ajude os bombeiros e a população afetada. Contribua com águas, barras energéticas, comidas rápidas, frutas, entre outros.

Caso o incêndio se encontre próximo da sua habitação adote as seguintes medidas:

  1. Antes de tudo: mantenha a calma! Quanto mais stressado e ansioso estiver, mais difícil será pensar com clareza;
  2. Contacte imediatamente o 112;
  3. Coloque toalhas molhadas nas frestas das portas e janelas;
  4. Regue paredes e toda a zona envolvente da habitação (10 metros);
  5. Caso tenha animais de estimação, certifique-se de que estes se encontram em segurança e se houver necessidade de abandonar o imóvel, nunca os deixe para trás. Não se esqueça: eles fazem parte da família! Garanta a segurança destes em primeira instância;
  6. Desligue e mova para um lugar seguro os materiais inflamáveis, como por exemplo, botijas de gás;
  7. Tente avisar os vizinhos mais próximos;
  8. Prepare uma mala/mochila onde deverá guardar os documentos, sobretudo, de identificação, de todo o agregado familiar e dos animais de estimação;
  9. Adicione também um estojo de primeiros socorros, a sua medicação habitual e apenas objetos de primeira necessidade;
  10. Junte comida rápida, alimentos não perecíveis e algumas roupas;
  11. Caso necessite e assim que esteja fora de perigo, contacte familiares próximos;
  12. Se não correr, nem colocar ninguém em risco e possuir vestuário adequado (máscara, roupa de manga comprida, botas e luvas), pode tentar ajudar a extinguir o incêndio, com recurso a enxadas, ramos, água ou terra.

Ainda assim, saiba que durante todo o ano, há ações de prevenção, que pode começar já hoje a pôr em prática. Estas poderão salvaguardar e defender o seu imóvel em caso de incêndio: 

  1. Conserve uma zona de limpeza, de pelo menos, 50 metros, de distância do imóvel;
  2. Faça uma vistoria à volta da casa e trate de cortar toda a vegetação inflamável, que não receba qualquer tipo de tratamento. Como por exemplo: silvas, mato, ervas, entre outros. Uma distância de 50m, no mínimo, já poderá reduzir as possibilidades de um incêndio florestal chegar ao seu imóvel;
  3. Garanta que árvores, arbustos e outros se mantenham, pelo menos, a 5m de distância da habitação;
  4. Pavimente entre 1 a 2 metros em redor do imóvel;
  5. Mantenha as chaminés e as caldeiras bem limpas.  Livres de folhas, cinza, ramos etc;
  6. Certifique-se de que as botijas de gás e outras substâncias inflamáveis ou explosivas estão guardadas a 50m de distância, no mínimo da sua casa;
  7. Aposte num sistema de rega automático ao longo do perímetro do imóvel. Em caso de incêndio este será uma mais-valia.

Estas dicas foram úteis para si? Queremos saber tudo!

Fonte Imagem: Pixabay
Escrito por: Inês Duarte Gaiola