13 de julho, 2022 ines.gaiola@c21tipyfamily.com

Comprar casa e colocá-la a arrendar rendeu 5,7% no segundo trimestre

Rentabilidade na habitação é hoje inferior à do mesmo período de 2021 (5,9%) e de 2020 (6,7%), mostra estudo do idealista.

Investir numa habitação para, depois, colocá-la no mercado de arrendamento é uma forma de ganhar um rendimento extra. E quanto é que este negócio rendeu no segundo trimestre de 2022? De acordo com o estudo do idealista, a rentabilidade bruta da compra de casa e posterior arrendamento foi de 5,7% neste período, um valor 0,2 pontos percentuais (p.p) inferior à calculada para o mesmo período de 2021 (5,9%). Hoje, a rentabilidade na habitação também é inferior em 1,0 p.p. em relação à observada no segundo trimestre de 2020, quando alcançou os 6,7%.

E onde é que é mais rentável comprar casa numa ótica de investimento? Analisando os dados por capitais de distrito, é em Santarém onde é mais rentável adquirir uma habitação para arrendar, sendo o seu retorno na ordem dos 7,9%. Seguem-se as cidades de Leiria (6,5%), Coimbra (5,6%), Braga (5,5%), Viseu (5,3%), Setúbal (5,3%), Viana do Castelo (5,3%) e Funchal (5,2%).

No lado das capitais de distrito onde foi menos rentável comprar uma casa para arrendar encontramos Lisboa (3,5%), Aveiro (4,5%), Porto (4,5%) e Faro (4,7%). Nestas cidades a rentabilidade habitacional obtida pelos proprietários das casas arrendadas é a mais baixa a nível nacional.

Escritórios, lojas e garagens renderam mais de 7%

Olhando para a rentabilidade bruta de outros produtos imobiliários a nível nacional, o mesmo estudo destaca que a compra de escritórios para arrendar rendeu 9,7% aos proprietários. Neste campo, as lojas obtiveram uma rentabilidade de 9% entre abril e junho deste ano e as garagens de 7,3%.

Para realizar este estudo, o idealista dividiu o preço de venda pelo custo de arrendamento solicitado pelos proprietários nos diferentes mercados no segundo trimestre de 2022. O resultado obtido é a percentagem bruta da rentabilidade que proporciona o arrendamento de uma casa ao seu proprietário. Estes dados permitem a análise do estado atual do mercado e são um ponto de partida básico para todos os investidores que pretendam comprar ativos imobiliários para obter rendimento.

Fonte: Idealista