29 de julho, 2021 Lucas Lopes

Seixal integra plano que vence prémio internacional

O Plano Metropolitano de Adaptação às Alterações Climáticas da Área Metropolitana de Lisboa (PMAAC-AML), que o Seixal integra, venceu a terceira edição dos Mediterranean Climate Change Adaptation Awards, na categoria Conceção, Implementação e Monitorização de Políticas Públicas, tendo sido distinguido entre cerca de 50 projetos de 16 países.

O anúncio foi conhecido no dia 27 de julho, no decorrer da cerimónia de entrega dos galardões que premeiam internacionalmente as melhores «ações exemplares de adaptação às alterações climáticas».

O PMAAC-AML representa o envolvimento dos 18 municípios da Área Metropolitana de Lisboa na redução da vulnerabilidade e adaptação às alterações climáticas.

O Seixal é um desses concelhos, no qual tem sido realizado um forte trabalho na área ambiental, com vista à diminuição ou mitigação das alterações climáticas, que são uma ameaça ao desenvolvimento sustentável.

Aumentar a produção de energia a partir de fontes renováveis, diminuindo a dependência dos combustíveis fosseis é um dos objetivos, identificados na Carta Ambiental do Município do Seixal. É de referir ainda o Seixal On, que integra um conjunto de projetos inovadores assentes em soluções tecnológicas nas áreas do ambiente, biodiversidade, mobilidade, energia, descarbonização, qualidade do ar e alterações climáticas. O objetivo é a melhoria da qualidade de vida dos cidadãos, mas também dar continuidade ao processo de redução de emissões de CO2.

No âmbito do Pacto de Autarcas, tinha sido assumido pelo município do Seixal o compromisso de redução 20 por cento de CO2, até 2021. No entanto, entre 2007 e 2018, no concelho do Seixal, as emissões de CO2 sofreram um decréscimo de cerca de 36 por cento. Isso significa que o concelho do Seixal ultrapassou a meta e fê-lo três anos antes do previsto.

Fonte: Câmera Municipal Seixal